Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Fazendo História Nova: 2 - Civilizações do Crescente Fértil

domingo, 4 de março de 2012

2 - Civilizações do Crescente Fértil


Civilização é o estágio da cultura social e da civilidade de um agrupamento humano caracterizado pelo progresso social, científico, político, econômico e artístico. Quanto maior a civilidade e mais evoluída uma nação, maior é o seu grau de civilização. O vocábulo deriva do latim civita que designava cidade e civile (civil) o seu habitante.
O surgimento da civilização costuma ser assinalado por alguns eventos, como:
·Aparecimento de grupos sociais – com o surgimento de ricos e pobres, exploradores e explorados, foram se estabelecendo diferenças entre as pessoas e consequentemente, formando grupos distintos;
· Formação do Estado – organizou-se um governo para administrar a sociedade e controlar a força militar (exército);
·Divisão Social do Trabalho – as atividades foram divididas entre os membros da sociedade, surgindo trabalhadores especializados (metalúrgicos, ceramistas, barqueiros, vidraceiros, agricultores, pastores, sacerdotes, comandantes militares, etc.);
·Aumento da Produção Econômica – o desenvolvimento das técnicas agrícolas e pecuárias e do artesanato propiciou o crescimento da produção econômica. Além do necessário ao consumo imediato, as sociedades começaram a produzir excedentes, armazenando vários produtos para a troca comercial;
·Registros Escritos – acompanhando a organização das primeiras cidades, desenvolveram-se escrita, a numeração, o calendário e um sistema de pesos e medidas.
Das primeiras comunidades às sociedades civilizadas, as relações sociais sofreram grandes mudanças.
Nas primeiras comunidades, as relações sociais baseavam-se nos laços de parentesco, nos usos de costumes comuns, na cooperação entre os membros do grupo. O alimento, a terra, o rebanho compunham propriedades coletivas da comunidade.
Nas sociedades civilizadas, quase todos esses elementos se modificaram. A cooperação foi substituída pela competição social, surgindo à propriedade privada da terra e de outros bens. O acúmulo desigual de bens materiais pelos indivíduos passou a diferenciar as pessoas, surgindo então relações de poder entre ricos e pobres. Criou-se o Estado governado por uma minoria, detentora dos poderes, econômico (riqueza), político (força) e ideológico (saber).

Crescente Fértil

                O Crescente Fértil é uma região do Oriente Médio compreendendo os atuais, Israel, Cisjordânia e Líbano bem como partes da Jordânia, da Síria, do Iraque, do Egito e do sudeste da Turquia, onde no passado surgiram as primeiras civilizações. Englobava a Mesopotâmia, uma faixa de terra junto ao Mar Mediterrâneo e o nordeste da África. Ficou conhecida por esse nome porque seu traçado forma um semicírculo que lembra a Lua no quarto crescente e também pela presença de grandes rios, cujos vales apresentavam solos férteis propícios para a prática da agricultura.
                Na antiguidade, existiam na região várias áreas férteis, que propiciaram a fixação de povos nômades e impulsionaram a agricultura baseada na irrigação, principalmente na região do Egito e da Mesopotâmia.
                      Foram nesses vales, junto aos rios Nilo, Tigre e Eufrates, que se desenvolveram as grandes civilizações da Antiguidade Oriental, as civilizações da Mesopotâmia, do Egito, dos Hebreus, dos Fenícios e dos Persas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário