Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Fazendo História Nova: Segunda Guerra Mundial

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Segunda Guerra Mundial


A Segunda Guerra Mundial foi o maior conflito da história humana. Deixou um saldo de 55 milhões de mortos, 35 milhões de feridos e 190 milhões de refugiados. Foi também o palco da explosão de duas bombas atômicas, inaugurando um poder de destruição jamais visto pelo homem.

As principais causas da guerra foram:
•as imposições previstas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes;
•a expansão territorial, militar e econômica dos países totalitários do Japão, Itália e Alemanha;
•a política de apaziguamento da Inglaterra e França;
•a formação dos países do Eixo: Alemanha, Itália e Japão;
•a invasão da Polônia por tropas nazistas.


A partir de 1º de setembro de 1939, o início da guerra, o conflito tomou proporções mundiais envolvendo povos do mundo todo com batalhas em quase todos os continentes. A guerra toda durou quase 6 anos e foi dividida por historiadores em três períodos:


Primeira Fase: 1939 – 1941: Avanço dos países do Eixo na Europa com a guerra relâmpago nazista (blitzkrieg) conquistando Dinamarca, Holanda, Bélgica, Noruega e França e na Ásia com conquistas japonesas na China, sudeste asiático e ilhas do Pacífico;

Segunda Fase: 1941 – 1943: Entrada na guerra da União Soviética após o cerco nazista a Leningrado e a batalha da cidade de Stalingrado e também dos Estados Unidos após o ataque japonês à base naval americana em Pearl Harbor no Havaí;

Terceira Fase: 1943 – 1945: Vitória dos países aliados na Europa, a partir da invasão da Normandia (Dia D) em 6 de junho de 1944 até a rendição alemã em 8 de maio de 1945 e na Ásia após a explosão de duas bombas atômicas pelos americanos em duas cidades japonesas de Hiroshima (6 de agosto de 1945) e Nagasaki (9 de agosto de 1945).






Consequências da Guerra
Além dos milhões de mortos e feridos, aperfeiçoaram-se as técnicas militares de destruição com novos tanques, foguetes, radares, aviões a jato, navios porta-aviões e a bomba atômica.

Aproximadamente 12 milhões de pessoas morreram nos campos de concentração e extermínio. Desses, 6 milhões de judeus na “solução final” do problema judeu, segundo a loucura antissemítica de Adolf Hitler.

O período pós-guerra foi marcado por uma série de transformações no cenário político-econômico mundial, que levaram ao estabelecimento de uma nova ordem internacional marcada pelo equilíbrio tenso das forças capitalistas lideradas pelos EUA e socialistas lideradas pela URSS.

Essas duas forças dividiram a Alemanha nazista derrotada, sua capital, Berlin, onde foi construído um muro pelos socialistas, isolando Berlin Ocidental do restante da Alemanha Oriental e posteriormente, todo o mundo em duas áreas de influência.

Foram criadas ainda, por essas duas superpotências, duas aliança militares, a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), chefiada pelos EUA e o Pacto de Varsóvia, chefiado pela URSS.

Esses dois blocos promoveram uma corrida armamentista com a proliferação de armas atômicas, gerando vários conflitos e guerras em algumas partes do mundo onde apareceram disputas por territórios entre povos de suas áreas de influência que quase terminaram em uma Terceira Guerra Mundial, mas felizmente isso não ocorreu, graças à atuação da ONU (Organização das Nações Unidas). Esse período de tensão foi conhecido como Guerra Fria.

No plano econômico, a recuperação dos países destruídos na Segunda Guerra se deu através do Plano Marshall dos EUA em um primeiro momento e posteriormente pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) e Banco Mundial, formado pelo BIRD (Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento) e a AID (Associação Internacional de desenvolvimento) todos os órgãos especiais da ONU.


Nenhum comentário:

Postar um comentário